Estou ciente de que os dados fornecidos são exclusivamente para cadastro mencionado no formulário. Após finalização, os dados serão armazenados pela ASTECONT - Contabilidade de forma segura, apenas com a finalidade de manter histórico de atividades realizadas e sem hipótese de transmissão a terceiros, conforme Lei Nº 13.709 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)
Área do Cliente:

Comissão rejeita proposta que solicita alternativa ao Conselho Fiscal exigido nas sociedades anônimas

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados rejeitou na quarta-feira (5) o Projeto de Lei 8563/17, pelo qual sociedades anônimas (aquelas divididas em ações) poderão ter comitês de auditoria em vez de conselhos fiscais, desde que o estatuto social permita.

“A insegurança jurídica que poderia decorrer da futura lei acarretaria incertezas e problemas diversos que suplantariam os eventuais benefícios”, disse o relator, deputado Augusto Coutinho (Solidariedade-PE), ao recomendar a rejeição.

“O Comitê de Auditoria, previsto em normas infralegais, é subordinado ao Conselho de Administração”, destacou o relator.

“Já o Conselho Fiscal é órgão criado pela legislação societária cujo papel é essencialmente fiscalizatório, com independência em relação à Diretoria e ao Conselho de Administração.”

A proposta, de autoria do deputado Carlos Bezerra (MDB-MT), altera a Lei das S/A. “Modernizaremos a lei das sociedades por ações, em consonância com os anseios do mercado e com a melhor doutrina jurídica que estuda a disciplina no País e no exterior”, disse Bezerra, ao defender o texto.

Como tramitava em caráter conclusivo e acabou rejeitado pela única comissão designada para analisar o mérito, o projeto será arquivado, a menos que haja recurso ao Plenário.