Estou ciente de que os dados fornecidos são exclusivamente para cadastro mencionado no formulário. Após finalização, os dados serão armazenados pela ASTECONT - Contabilidade de forma segura, apenas com a finalidade de manter histórico de atividades realizadas e sem hipótese de transmissão a terceiros, conforme Lei Nº 13.709 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)
Área do Cliente:

Depois de Brasília, 5G chega em SP, BH, João Pessoa e Porto Alegre

Nesta quarta-feira (06/07), o sinal da rede 5G começa a funcionar em Brasília. A capital federal é a primeira cidade a ter a nova forma de conexão de telefonia móvel em funcionamento no Brasil. Depois da cidade, outras quatro capitais seguem o caminho: São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG), no Sudeste, Porto Alegre (RS), no Sul, e João Pessoa (PB), no Nordeste.

Moisés Moreira, conselheiro e vice-presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), foi quem confirmou a liberação do sinal em Brasília. A aprovação foi dada na segunda-feira (4), no evento Teletime Inc, em São Paulo. Lá, o grupo técnico do órgão que avaliou a desocupação da faixa de 3,5 gigahertz (GHz) aprovou a ativação.

Depois do 5G em Brasília, as cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa implantam o sinal. A data, porém, ainda não foi definida pela Anatel. A decisão foi tomada pela Entidade Administradora de Faixa (EAF), que listou as capitais como mais viáveis.

Outras capitais estaduais devem ser anunciadas em breve. O prazo para que a rede 5G funcione em todas as principais cidades dos estados brasileiros vai até o dia 29 de setembro.

Atualmente, a faixa é ocupada por empresas de antena parabólica que operam com a tecnologia Banda C. Essas companhias estão atrasadas na migração para a frequência chamada Banda Ku. A pandemia da Covid-19 também motivou outros atrasos.

Em novembro de 2021, o edital do leilão do 5G previa que todas as capitais deveriam ser atendidas pela faixa até 31 de julho. Mas, por causa da crise dos chips e atrasos na produção e importação de equipamentos empurraram o calendário.

Fonte: OlharDigital | 05/07/2022